Seguidores

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Monstros 2

Darei uma de Paulo Santana agora...conforme eu havia previsto neste humilde blog, Neymar não foi punido, vou repetir, Neymar não foi punido. Não venham querer me enganar dizendo que multá-lo em 30% dos vencimentos é multa porque não é. Dinheiro não é problema para esses jogadores.

Como sempre, ficará o péssimo exemplo da impunidade. O que acontece com o jogador santista ocorre há muito tempo nas escolas e casas de famílias. Crianças, adolescentes e jovens faltam com o respeito e educação e nada acontece. Aquele que quiser fazer alguma para educá-los é punido. Eles cometem o erro e pune-se quem quer a correção do erro

"Mas o rapaz pediu desculpas e foi multado, o que você quer?" Acontece que essa não é a primeira vez que esse rapaz e outros jogadores fazem o que bem entendem e nada é feito. O pedido de desculpas público foi uma medida cênica, muito mal feita, da direção para abrandar a situação.

É o que acontece nas escolas, medidas eufêmicas são adotadas para dizer que se fez alguma coisa, mas a intenção não é corrigir e sim propagandear.

Lamentável a demissão do técnico Dorival Jr., até onde sei ele não passou dos limites com ninguém. Já o monstrinho da Vila...

Não sei exatamente o que acontecerá com a equipe do Santos, mas provavelmente o grupo começará a ruir, espero que não, pois sempre sou a favor da coletividade funcionar, mas tenho a impressão que não.

Na nossa sociedade acontece isso, a vontade egoísta do indivíduo é beneficiada em detrimento do bem coletivo, e não é um discurso comunista, é a vida. Quando o coletivo não é levado em conta acabam ruindo as bases da sociedade.

Como disse e repito, lamentável a atitude da direção santista. Péssimo exemplo para a sociedade. Eu e René Simões estamos estarrecidos.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Da serie "frases de efeito"

Li no jornal uma postagem de alguém, que não me recordo, do tuíter:
"Sempre querem deixar um planeta melhor para os filhos.
Quando pensarão em deixar filhos melhores para o planeta?

Monstros

Ontem, rodada do brasileirão, aniversário do Grêmio derrotado pelo Palmeiras, goleada do Goiás. Tantos assuntos no futebol para falarmos, mas o destaque ficou por conta do "menino da Vila", Neymar, ou deveria dizer monstrinho da Vila?
Muito feliz a lúcida entrevista de René Simões, técnico do Atlético Goianense. "poucas vi alguém tão mal educado desportivamente"... "se ninguém educar esse rapaz estaremos criando um monstro no futebol".
Tenho apenas um reparo, que espero estar errado, o monstro já foi criado.
Desportistas de um modo geral são símbolos e ídolos, mas no futebol a dimensão é muito maior. Hoje em dia os grandes clubes possuem uma avançada estrutura na questão da assistência social e psicológica para jogadores, principalmente jovens. Os clubes já entenderam que precisam administrar a cabeça de jogadores que, num dia não tem passagem para ir de casa para os treinos, e no outro dia assinam um contrato em que podem comprar um apartamento por mês. Mas isso não impede que as coisas aconteçam como estão acontecendo com esse menino santista.
Não existe uma proteção para ele no sentido de blindá-lo( palavra do momento) contra a fama excessiva. Tentar explicar que o esporte é seu trabalho, seu ganha-pão( muitos pães) e que ele tem uma responsabilidade social. Agora, com 18 anos, isso será muito difícil, para não dizer impossível.
Pode parecer neurose minha mas não é. Isto é educação. Familiar e escolar. Como as duas estão perdidas, este menino, muito provavelmente, se perderá na poeira. Espero que não. Mas as diversas cenas que assisto desse rapaz são indícios de não terá grande futuro se não se acalmar. Sua desculpa é de que os adversários batem muito. Bateram no Pelé, no Zico, no Van Basten, no Platini, para ficar nesses, e nenhum deles desrespeitou seu técnico, sua torcida e nem seus fãs.
A diferença? Família forte, noções sólidas de respeito, importância devida aos estudos, entre outras coisas que deixamos de reverenciar faz muito tempo. Qual será a punição desse rapaz? Ou tudo é permitido porque ele é um craque?
Assim como o Neymar é um monstro negativo do futebol, muitas crianças estão por virar monstros na sociedade porque a família não assume seu papel. Ou pelo menos muitas famílias não assumem seu papel.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Frases

Da série "frases de efeito";
Um dos últimos samurais do Japão teria dito:

"Acredite em Deuses e Budas, mas não confie neles"

sábado, 11 de setembro de 2010

Neste dia 11 de Setembro, nos EUA, estão homenageando os mortos do atentado às torres gêmeas.
Já se falou tudo o que tinha de ser falado sobre este acontecimento horroroso.

O que se espera, sempre, é que fatos como este não se repitam, mesmo que de outra forma. Volta e meia escutamos um atentado à bomba aqui, um massacre ali, invasão e matanças entre outras loucuras que o comportamento humano produz.

Não sou nenhum religioso fervoroso mas acredito em instâncias superiores. Isto posto, não consigo entender e nem aceitar que loucuras como estas sejam feitas sempre em nome da religião, sempre utilizando-se do nome de Deus para justificar seus atos.

Da mesma forma que não cabe querer justificar invasão a outro país, massacre ao seu povo, colocando como desculpa questões econômicas ou, no caso específico dos EUA, procurando por armas químicas.

Até quando estaremos assassinando semelhantes com justificativa pífias, disfarçadas de justiceiras e redentoras? Até quando vamos mascarar a ganância? Até quando usaremos da religiosidade das pessoas para atender interesses próprios, sem pensar que deixamos crianças sem pais, mulheres sem maridos e maridos sem famílias?

O pastor Terry Jones queria queimar livros do Alcorão como protesto, como se a religião islâmica fosse a culpada, assim como o cristianismo não é culpado pelas mortes iraquianas que os EUA provocaram.

Meu velho pai, na sua sabedoria da simplicidade, dizia: não existe religião ruim, só homens ruins.

Espero que continuemos na busca do sonho de Lennon, imaginando ser possível um mundo sem guerras, onde todos realmente sejam iguais.

CHULA SHOW!!

quarteto total flex chula show

FOLCLORE - DANÇA CHULA (Danças Brasileiras)

GRUPO DE DANÇAS SEVILHANAS 3

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Todo mundo espera alguma coisa...

Essa frase da música cantada pelo Lulu Santos diz bastante. Todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite, pelo menos até determinada fase da vida. No meu caso espero jantar com minha família, brincar com meus filhos, se eles deixarem, assistir algum filme, coisas comuns, simples e boas assim.
Na minha adolescência/juventude sempre esperava pelo sábado à noite, mas não sei se esperava alguma coisa dele. Acho que esperava mais de mim mesmo. Mais sabedoria, mais amizades, mais festas mais...
Acho que quando somos mais jovens sempre esperamos mais. Pena que não sabíamos que tínhamos tudo, mas a vida sempre dá um jeito de esconder da gente as coisas que já temos. e ficamos procurando, procurando...
Não sei qual foi o poeta que escreveu, e não sei dizer se foi exatamente assim que ele escreveu( por favor me ajudem) mas é algo assim:


"A felicidade é uma árvores de pomos dourados

Que sempre colocamos onde queremos

mas nunca a pomos onde nós estamos"

Enquanto não conseguimos, seguimos esperando alguma coisa de um sábado à noite...

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Capacitar professores?

Estou participando de um curso de capacitação de professores do magistério estadual. Isso mesmo... ca-pa-ci-ta-ção. Fico me perguntando: Será que isto está mesmo acontecendo comigo?
Neste curso, que ainda não findou, tivemos a primeira etapa de palestras com outros professores que não acrescentaram nada, mas pelo menos, trocamos experiências entre todos. Em uma segunda etapa, postamos projetos que idealizamos e realizamos nas escolas em que trabalhamos, em um site criado para tal. Numa terceira etapa apresentamos estes projetos para todos os professores de outras escolas. Neste ponto é que me veio a pergunta lá de cima do texto. Foram apresentados trabalhos sensacionais, e não foram criados apenas para aquele evento e sim faziam parte do cotidiano das escolas públicas. Projetos de dança, esportes, literatura, poesias, meio-ambiente, etc, etc. Vou repetir: professores do magistério estadual.
Por que falo desse modo? Porque estou cansado de tratarem professor público como arigó, como se não soubesse o que está fazendo no seu trabalho. Se disséssemos que aqueles projetos eram feitos em escolas privadas todos diriam "é que no ensino privado existe cobrança, por isso os professores trabalham" BALELA, nós trabalhamos tanto ou mais que os professores da rede privada, por um único motivo: na maioria das vezes são os mesmos professores.
Vi naquelas apresentações trabalhos dignos de prêmios, idéias maravilhosas, trabalhos feitos com competência, criatividade e dedicação. Por isso a pergunta do título: capacitar professores? Temos que capacitar os alunos, que cada vez menos são exigidos, pois podem prosseguir passando de ano sem sequer saber ler ou escrever direito. Tenho alunos de oitava série que mal sabem ler. Mas se chega uma lista com a maioria reprovada, o problema está no professor!! Então toca cursinho de reciclagem e capacitação no pobre professor, e o aluno que foi reprovado por não saber nada segue adiante, engrossando as fileiras de péssimos profissionais que sairão das universidades, pois ingressaram nelas através de vestibulares nebulosos que não tinham, sequer, uma redação para avaliar a capacidade deles. Eu falei capacidade? De quem mesmo?
Respeitem o magistério!!!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

A Volta do Boêmio

Pois é... voltei, depois de longo jejum, falta de ideias, questões profissionais, pessoais ou qualquer outra desculpa dessas. Nada serve. Foi, de fato, total desorganização minha. Mas estou de volta, espero que consiga permanecer para todo o sempre, sendo que sempre não é todo dia, como diz a música de Osvaldo Montenegro.
Atualmente a situação é a seguinte: no esporte o Grêmio tenta se reerguer das cinzas, apesar de achar que Renato Portaluppi não é o cara espero que a coisa ande. Do outro lado nem farei referências. No campo político espero que as eleições, este ano, terminem no primeiro turno, uma vez que Tarso aqui e Dilma lá estão ampliando suas vantagens segundo as pesquisas. Tenho essa esperança pois estou, de fato, perplexo com os candidatos que se apresentam. Principalmente nos cargos de Deputados, normalmente são os mesmo e quando aparece uma novidade chega a ser cômico, um pena pois política é muito importante para se deixar estragar por essas figuras exóticas, para dizer o mínimo. Mas cabe a nós, porém sobra muito pouco ou quase nada para escolher.
Filhos e família... todos bem.