Seguidores

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Bobagens e mais Bobagens.

No dia de hoje a novidade é a greve deflagrada às pressas pelo magistério público estadual. Como todos já sabem sou um professor público, não muito afeito a esses protestos mas entendo perfeitamente os motivos do protesto e acompanho do meu modo.
É impressionante as coisas que se ouvem a respeito desta greve. Cheguei a ler um artigo de uma ex-professora, cujo o nome não me lembro, dizendo entre outras tantas bobagens que era contra a greve e que os professores que não estivessem satisfeitos deveriam fazer como ela: sair do magistério. Até entendo que quem não está satisfeito deva sair, mas em uma questão meramente pessoal. Não podemos simplesmente abandonar a profissão pela qual batalhamos, apenas porque não estamos satisfeitos, devemos, isso sim, lutar para melhorar as condições de ensino e de aprendizagem. Por causa de pessoas como esta senhora é que não temos lutas por melhoria sociais, pois muitos não entendem a abrangência do serviço público. Um policial que ganha mal não pode trabalhar bem, mas se todos os policiais resolverem abandonar o serviço público por não estarem satisfeitos não teremos mais policiais nas ruas. E como faremos então?
Se todos os professores tomarem a mesma decisão desta senhora acabará o magistério público!! Como farão os que não podem pagar um colégio privado? Certamente não é o caso desta senhora.